TRANSLATE:
Login
ÚLTIMOS ARTIGOS
A importância dos clínicos falarem mais sobre custos
Isso pode ajudar a melhorar o atendimento
Quando os registros de informações dos pacientes são inseridos no sistema eletrônica do Cedars-Sinai Medical Center, um alerta aparece se um procedimento planejado ou teste está listado como desnecessário. O sistema do Cedars também emite taxas de testes solicitados ou medicamentos e os custos a eles associados. Isso evitou custos na ordem de seis milhões de dolares no primeiro ano de implantação do sistema. Dr. Scott Weingarten, chefe de inovação clínica do Cedars, afirmou que a iniciativa capacita os médicos responsáveis pelo atendimento a beira do leito.

Mas muitos profissionais ainda permanecem alheios aos custos dos cuidados prestados, de acordo com um estudo publicado no Journal da Associação Americana de Osteopatia. Uma pesquisa com mais de 400 profissionais de medicina de emergência constatou que apenas 38% deles poderia estimar com precisão o custo do tratamento de três condições comuns na emergência.

Como hospitais começam a controlar custos mais conscientemente em um ambiente baseado em valor, eles estão pedindo aos seus funcionários para serem mais econômicos.

"Há uma mudança de paradigma que está acontecendo em todo o país em termos de custo de cuidados," disse o Dr. Jay Bhatt, médico-chefe da Associação Americana de Hospitais, acrescentando que os clínicos estão assumindo um papel cada vez mais ativo, responsabilizando-se pela análise dos custos do atendimento. Funcionários da linha de frente são fundamentais para manter os custos baixos. Mais de 80% das despesas totais de saúde resultam de decisões de atendimento ao paciente, de acordo com um estudo de 2016, publicado na Revista do Instituto do Coração do Texas.

"Você não deveria trazer o custo para a beira do leito, mas poderia se envolver em discussões sobre preço em outros ambientes hospitalares como o comitê de revisão de prontuários ou com as companhias de seguros, ou até mesmo politicamente," disse Arthur Caplan, chefe da divisão de Bioética na NYU Langone Medical Center.

"Um efeito colateral importante e não mensurável do cuidado que nós entregamos é o dano financeiro que causamos para os pacientes," disse a Dra. Cynthia Smith, vice-presidente de programas clínicos do American College of Physicians. Smith disse que o ACP está a desenvolvendo currículos para ajudar os médicos a conversar com os pacientes sobre os custos dos tratamentos.

"Creio que já amadurecemos para saber como abordar essas conversas na sala de exame, para que a confiança entre médico e paciente seja reforçada", disse Smith.

Cedars não é o único exemplo de um sistema para envolver os médicos. A Universidade da Califórnia, San Francisco (UCSF) faz um concurso anual pedindo ideias para reduzir ineficiências do pessoal. Duas ou três equipes cada ano recebem prêmios de 50 mil dólares nesses concursos. Ideias dos vencedores recentes reduziram custos em transfusões de sangue, em centros cirúrgicos e com uso excessivo de antibióticos em recém-nascidos.

Dr. Reshma Gupta, diretor de avaliação e divulgação dos custo do atendimento na UCSF, disse que os médicos precisam falar mais com seus pacientes sobre os custos relacionados aos seus cuidados, da mesma forma como outras profissões também o fazem "Creio que a maioria dos pacientes gostaria de ter essas conversas", disse Gupta
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO - UMA IMPORTANTE INFORMAÇÃO PARA TOMADA DE DECISÃO E NEGOCIAÇÃO NOS SERVIÇOS DE SAÚDE.
Destaques
Manual de Indicadores de Gestão de Pessoas - 2017
Curso de Gestão de Clínicas e Consultórios Médicos 2017
2017 - Concurso para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
Inscrições para o Melhores em Gestão® começam em 10 de julho
RAS On-line
RAS Vol. 16 N° 65 Outubro-Dezembro, 2014
Mais Recentes
GRUPO FLEURY ANUNCIA NOVAS AQUISIÇÕES 20/10/17
ANS DÁ SINAL POSITIVO PARA PLANOS POPULARES 20/10/17
Dica de leitura: Vicente Falconi - o Que Importa É Resultado 19/10/17
Simpósio de Medicina do Esporte: avaliação de desportistas, dopping, envelhecimento saudável 18/10/17
Os aplicativos de diagnóstico médico funcionam? | www.wired.co.uk/article/heal...
03/10/17
Falta de planejamento e capacitação são os principais motivos de fechamento de pequenas empresas 03/10/17
Curso de Gestão de Clínicas e Consultórios na APM 03/10/17
Manual de Indicadores de Gestão de Pessoas - 2017 30/09/17
Tecnologia multiplica 'nômades digitais', os profissionais que trabalham enquanto viajam pelo mundo | www.bbc.com/portuguese/geral...
25/09/17
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
4Manual de Gestão Hospitalar
53º Caderno de Indicadores CQH - 2009
6Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
7Por que e como aderir ao Programa CQH
8Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
9Manual de Gestão Hospitalar do CQH
10Gerenciamento de Riscos e Segurança do Paciente - a confirmar em 2018
Videoaulas
O indicador passivo trabalhista
Gravidade e repetição do acidente de trabalho