TRANSLATE:
Login
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
22/11/17 - 3 erros que matam o envolvimento dos funcionários
Um dos objetivos da liderança deve ser criar empregados engajados e capacitados
Criar equipes engajadas e capacitadas deve ser o objetivo de cada líder de negócios. Quando você contrata equipes habilitadas, eles quase se tornam autossuficientes, autoliderados, e ajudam a criar uma cultura de melhoria contínua que alcançará resultados surpreendentes.

Construir equipes habilitadas empenhadas deveria ser fácil, mas muitas vezes o processo é sabotado pelo gerente que faz esses três simples erros.

imagem



Microgerenciamento

Quando delegamos o trabalho com o objetivo de capacitar nossas equipes, precisamos dar-lhes a liberdade de continuar com isso e fazê-lo da maneira que acharem conveniente. Precisamos que eles saibam que se eles tiverem algum problema, eles podem vir e pedir ajuda, mas, além disso, confiamos neles para completar a tarefa com sucesso.

Muitos gerentes querem microgerenciar; eles delegam e capacitam times, mas são relutantes em abandonar o controle. Verificam constantemente as equipes e dão uma contribuição sobre como o trabalho deve ser feito.

Quando fazemos isso, colocamos os resultados fora das mãos de nossas equipes, nós realmente os privamos e muitas vezes os frustraremos e desmotivaremos.


Cultura de culpar

Nada mata o empoderamento mais rápido que a cultura de culpar. Você não pode permitir que as pessoas tenham a liberdade de fazer as coisas da maneira que acharem conveniente e depois criticá-las quando as coisas derem errado. Precisamos dar apoio; precisamos ser tolerantes com os erros, pois fazem parte do ciclo de crescimento. Isso não significa que devemos estar cegos para um desempenho fraco, mas ocorrem erros, especialmente se estamos delegando tarefas difíceis.

Se somos muito críticos com nossas equipes, não se surpreenda se todas as decisões forem devolvidas para você.

Uma vez trabalhei para um chefe que criticava mesmo o menor erro e depois lamentava o fato de que ninguém nunca se oferecia ou se apropriava das tarefas, mesmo as mais pequena. Ele era completamente inconsciente de que ele mesmo criara a situação que ele não gostava, mas quando a imputação de culpa é usada, as pessoas não querem ser capacitadas e não olham para se apropriar do trabalho.


Não dar o crédito

Quando nossas equipes se apropriam e são bem-sucedidas, precisamos dar-lhes o crédito total por qualquer sucesso alcançado. Também receberemos aplausos por ter os capacitados, e outros quererão vir trabalhar com e para nós. Mas quando olhamos para ter todo o crédito do trabalho, quando afirmamos que foi nossa ideia e não compartilhamos os aplausos, nossas equipes procurarão rapidamente parar de assumir essas tarefas. Não é tão ruim quanto cultura de culpas, mas é tão prejudicial para o empoderamento.

Para construir uma cultura de capacitação, precisamos dar liberdade a nossas equipes, ser tolerantes e solidários quando os erros são cometidos e compartilhar o crédito e louvá-los por seus sucessos.


Fonte: traduzido de inc.com
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO - UMA IMPORTANTE INFORMAÇÃO PARA TOMADA DE DECISÃO E NEGOCIAÇÃO NOS SERVIÇOS DE SAÚDE.
Destaques
CURSO NA FGV SOBRE "GESTÃO DA QUALIDADE EM SAÚDE"
Hospital Netto Campello recebe selo do CQH
Manual de Indicadores de Gestão de Pessoas - 2017
2017 - Concurso para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
RAS On-line
Gestão Hospitalar - O Papel do Médico Gestor
Mais Recentes
PREMIO NACIONAL DE QUALIDADE DE VIDA 2018 19/07/18
ROCK E ADMINISTRAÇÃO 17/07/18
Curso de Gestão de Clínicas e Consultórios Médicos 16/07/18
Gestão da Qualidade em Saúde 16/07/18
ARTE E LIDERANÇA 16/07/18
COMO ESTRUTURAR PROCESSOS NA SUA ORGANIZAÇÃO 13/07/18
Curso de Comunicação para Profissionais de Saúde no Atendimento Individual 12/07/18
INTELIGENCIA ARTIFICIAL E GESTÃO DE PROJETOS 12/07/18
APRENDER COM AS STARTUPS 11/07/18
GESTÃO DE ATIVIDADES 10/07/18
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
7Por que e como aderir ao Programa CQH
8Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
9Manual de Gestão Hospitalar do CQH
10Manual de Gestão - Organização, Processos e Práticas de Liderança
Videoaulas
Indicador de homem hora treinamento
Avaliação da Necessidade de Treinamento