TRANSLATE:
Login
ÚLTIMOS ARTIGOS
Gestão da mudança é chave para sobrevivência das organizações
Entenda o conceito, as etapas e algumas dicas para implementar o processo de gestão da mudança
Vivemos em um momento no qual as tecnologias se renovam constantemente e nossos hábitos de consumo se transformam a cada instante. As incertezas e a mudança se tornaram constantes no mercado, impactando o dia a dia das organizações. Um ambiente volátil, complexo, ambíguo força o mercado a se renovar - é o mundo V.U.C.A.. É preciso criar dentro das organizações uma urgência em mudar, adaptar-se e reagir, sem resistência, aos estímulos externos.

imagem



Mas, afinal, o que é gestão da mudanças?

Gestão da mudanças é uma ferramenta de gestão empresarial que estrutura a implementação de uma nova dinâmica dentro de uma organização, que traz uma transformação necessária para o crescimento e o desenvolvimento da empresa. Essas mudanças podem ser estruturais, operacionais ou táticas. O objetivo da gestão de mudanças é preparar a organização para receber essas transformações e implementá-las da melhor maneira possível, assim como controlar os impactos que causarão.

Benefícios

São muitos os benefícios em se ter um programa de gestão de mudanças. Selecionamos os três principais:

Proatividade - transformações acontecerão dentro do ambiente organizacional, quer exista uma gestão de mudanças ou não. Mas quando não há um programa estruturado para lidar com as mudanças, a organização se coloca em uma posição reativa, ou seja, lidando com os problemas à medida em que eles surgem e isso representa um risco grande para a empresa.
Cumprimento da estratégia - a gestão de mudanças assegura que a estratégia traçada para a organização seja concretizada nas ações dos funcionários, afinal, são as pessoas que fazem a mudança acontecer.
Sobrevivência ao ambiente V.U.C.A. - por meio da gestão de mudanças, as organizações estão mais preparadas para enfrentar a imprevisibilidade do ambiente V.U.C.A. e as sistemáticas transformações que ele exige. Ao implementar a gestão de mudanças, asseguramos que ela ocorra de acordo com as nossas regras, de maneira controlada.

Curva de aceitação da mudança

Todas as pessoas precisam de um tempo para se adaptar às mudanças e incorporá-las em seu cotidiano. De acordo com um estudo da Harvard Business Review, cerca de 70% dos esforços em implementar uma mudança falham porque não conseguem ultrapassar a resistência dos funcionários que estão em negação. Veja, abaixo, os estágios da curva de aceitação da mudança:

Dicas para implementar uma mudança

Planejamento e estudo: antes de implementar qualquer mudança é preciso entender qual seu propósito, sua viabilidade e acima de tudo os impactos causados por ela, seja em termos de logística, processos, investimento ou comportamento.
Mapeamento de processos: entenda como os procedimentos são feitos atualmente na sua organização e quais os recursos que a empresa tem - o que inclui ativos, tecnologia e capital humano.
Capacitação: a capacitação não diz respeito apenas a habilidades técnicas para aprender a usar um novo recurso, é preciso preparar os líderes para ajudarem seu time a absorver a transformação.
Teste: antes de implementar a mudança na organização como um todo, faça testes em menor escala. Os testes dão a oportunidade de corrigir ou fazer alterações no plano inicial.
Embaixadores: buscar funcionários (não apenas a liderança) para serem embaixadores da mudança pode mudar a maneira como ela é percebida dentro da organização.
Comunicação e alinhamento: todas as pessoas que serão afetadas pela mudança devem saber o porquê da transformação, como isso impactará sua rotina e quais os passos que ela precisa dar a partir de agora.
Acompanhamento de resultados: é preciso acompanhar de perto os resultados e impactos da mudança e, constantemente, reavaliar o plano de mudança para ter certeza de que a organização está indo na direção certa e que seus objetivos estão sendo atingidos.


O que é um ambiente V.U.C.A. e o que isso tem a ver com gestão

O termo V.U.C.A. surgiu nos anos 90 dentro de um contexto militar e é uma sigla para descrever um ambiente, uma situação ou condições de volatilidade (volatility), incerteza (uncertainty), complexidade (complexity) e ambiguidade (ambiguity). Logo o termo foi adotado pelos administradores, pois traduz muito bem as condições do mundo dos negócios nos dias atuais e está influenciando muito a forma de gestão nas empresas.

Em um momento em que as tecnologias se renovam constantemente e os nossos hábitos de consumo se transformam a cada instante, as incertezas e a mudança se tornaram constantes no mercado, fazendo desse ambiente caótico o “novo normal”.

Ser capaz de se adaptar a esse ambiente e estar preparado para as mudanças que ele exigirá são características determinantes para manter um nível de competitividade e até de sobrevivência de mercado.

É, portanto, imprescindível entender o ambiente em que cada organização se encontra, pois isso afetará a maneira como a empresa se planeja para o futuro, toma decisões, gere os riscos, implementa mudanças e resolve problemas.

Vamos, agora, entender um pouco melhor o que V.U.C.A. significa, na prática.

V - Volatility (volatilidade) - O momento presente é muito dinâmico, volúvel, veloz e efêmero, não segue padrões previsíveis, por isso, não podemos buscar no passado as soluções para o futuro. Isso demanda adaptações rápidas e precisas, como uma forma de manter os planos fazendo sentido, mesmo com as mudanças de cenário.

U - Uncertainty (incerteza) - O ambiente instável mudará seus planos em diversos níveis. A alta conectividade entre pessoas, processos e plataformas gera uma relação de dependência que afeta os planos de curto, médio e longo prazos. Nesse cenário, ter pessoas com opiniões realmente diversas faz a diferença. Outras vivências podem trazer outra forma de lidar com determinados problemas.

C - Complexity (complexidade) - Este termo remete às inúmeras variáveis que afetam nosso dia a dia. No entanto, um mundo mais complexo requer soluções mais simples. Precisamos aprender a lidar com a não linearidade das situações. Se tentarmos lidar com todas as variáveis de maneira complexa, correremos o risco de perder o timing para solucionar tal problema.

A - Ambiguity (ambiguidade) - Este termo significa a falta de clareza sobre o significado, a causa e as circunstâncias de um acontecimento. E por esse motivo, muitas vezes, não há uma resposta certa para nossas questões, pois tudo é ambíguo. O que realmente importa é que a decisão tomada faça sentido para a situação e traga eficiência. Não podemos sustentar uma visão tão maniqueísta na vida real.

O mundo V.U.C.A. e a gestão empresarial

O ambiente V.U.C.A. exige que as organizações mudem seu modelo de negócio e precisem de líderes que atualizem suas competências de acordo com as necessidades do momento, para garantir o aprendizado contínuo, rápido, mais eficiente e econômico.

Para lidar com o mundo V.U.C.A., os líderes devem ter uma visão clara do que desejam alcançar com sua organização. Devem também ter a capacidade de observar e escutar o que a organização toda tem a dizer. Para isso, é necessário se comunicar com os colaboradores dos mais diversos níveis hierárquicos e demonstrar um espírito de equipe e colaboração. Líderes que conseguem reunir informações de forma ágil estão mais preparados para tomar decisões mais precisas. E ter agilidade é fundamental para sobreviver nesse ambiente.


Fonte: FNQ
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO - UMA IMPORTANTE INFORMAÇÃO PARA TOMADA DE DECISÃO E NEGOCIAÇÃO NOS SERVIÇOS DE SAÚDE.
Destaques
CURSO NA FGV SOBRE "GESTÃO DA QUALIDADE EM SAÚDE"
Hospital Netto Campello recebe selo do CQH
Manual de Indicadores de Gestão de Pessoas - 2017
2017 - Concurso para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
RAS On-line
Gestão Hospitalar - O Papel do Médico Gestor
Mais Recentes
PREMIO NACIONAL DE QUALIDADE DE VIDA 2018 19/07/18
ROCK E ADMINISTRAÇÃO 17/07/18
Curso de Gestão de Clínicas e Consultórios Médicos 16/07/18
Gestão da Qualidade em Saúde 16/07/18
ARTE E LIDERANÇA 16/07/18
COMO ESTRUTURAR PROCESSOS NA SUA ORGANIZAÇÃO 13/07/18
Curso de Comunicação para Profissionais de Saúde no Atendimento Individual 12/07/18
INTELIGENCIA ARTIFICIAL E GESTÃO DE PROJETOS 12/07/18
APRENDER COM AS STARTUPS 11/07/18
GESTÃO DE ATIVIDADES 10/07/18
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
7Por que e como aderir ao Programa CQH
8Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
9Manual de Gestão Hospitalar do CQH
10Manual de Gestão - Organização, Processos e Práticas de Liderança
Videoaulas
Indicador de homem hora treinamento
Avaliação da Necessidade de Treinamento