TRANSLATE:
header_logo
Login
POLÍTICAS DE SAÚDE
Trabalho aponta que gastos com saúde estão cada vez mais mistos
Financiamento público e privado da saúde concorrem, mostra estudo internacional com 43 países
"Não podemos mais dizer que existem modelos específicos de proteção social, tal como a literatura clássica de política social (modelo conservador, liberal ou universal). O financiamento público da saúde permanece superior ao privado em todos os países analisados (43 no total), mas a composição dos gastos se mostra cada vez mais mista, com financiamento público e privado". A constatação é de Ana Cássia Cople Ferreira, que defendeu dissertação na Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) intitulada "Tendências no financiamento do setor saúde em perspectiva internacional".

Para Ana Cássia, no financiamento do setor saúde, não apenas do setor público, contribuem um conjunto de atores que de forma não linear influenciam no financiamento. “Ao estudar as experiências de reformas de uma série de países, percebe-se que estão em jogo interesses sociais, de grupos e trabalhadores, assim como do setor governamental e do privado, que disputam as partes do financiamento”. De acordo com a dissertação, desde o pós-Segunda Guerra Mundial os países centrais e outros em desenvolvimento estabeleceram sistemas de saúde mais consolidados em princípios de equidade e justiça social. No período, as políticas de proteção social receberam financiamento constante e crescente.

Ana Cássia disse, porém, que com a crise fiscal dos anos de 1970 e início dos anos de 1980, o conjunto desses países foi abalado, e dentre outros aspectos considerados críticos para a sustentabilidade financeira do Estado de bem-estar social, ganham relevância os altos gastos com política sociais, inclusive com a política de saúde, desencadeando um conjunto de reformas nesses países. “As reformas trouxeram impactos no financiamento, mas não somente reformas do tipo reducionistas foram implantadas no conjunto desses países”, apontou a mestranda. Segundo ela, as tendências do financiamento do setor saúde na perspectiva internacional apontam para o estabelecimento do mix público e privado no financiamento e não necessariamente uma redução nos gastos.

Atualmente, disse Ana Cássia, o modelo universal aparece como o ideal para a maioria dos países, um alvo a ser atingido. No entanto, tornou-se claro também que não há uma fronteira delimitada entre os modelos, se ele é totalmente público ou privado. Mas, conforme ressaltou Ana Cássia, também foi apontado pela literatura que trabalha as lições apreendidas, que a introdução de mecanismos de mercado não apresentou tão bons resultados em termos de garantia de equidade e acesso à saúde, tal como as propostas de reforma inicialmente afirmavam.

Ana Cássia foi orientada em sua dissertação pelo pesquisador José Mendes Ribeiro. Assistente social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Ana participa do Núcleo de Pesquisa de Seguridade Social, Organismos Internacionais e Serviço Social (Locuss/UFRJ) desde 2007.


Fonte: Informe ENSP - FIOCRUZ
Publicado em 17/5/2013.
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
A tecnologia pode ajudar a sustentabilidade do sistema de saúde do Brasil
A discussão de compliance e ética no CQH 2018
Destaques
2019 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
CQH: Hospital Regional de Presidente Prudente recebe selo
Em 25/10/2018, o Hospital Policlin de Taubaté recebeu selo do Programa CQH
Santa Casa de Limeira recebe Selo de Conformidade do Programa CQH
Haino Burmester é homenageado por trabalho à frente do CQH
Hospital Netto Campello recebe selo do CQH
Mais Recentes
TRABALHO TEMPORÁRIO 15/07/19
ECONOMIA DO ÓCIO 05/07/19
MINDFULNESS 01/07/19
2019 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde 28/06/19
MBA DE GESTÃO E INOVAÇÃO EM MEDICINA | ibcmed.com/mba-de-gestao-e-i...
28/06/19
Vaga gerente médico regional 28/06/19
Legislativo acerta ao debater a revisão do SUS 24/06/19
Saúde não é prioridade para alguns governantes 24/06/19
CARREIRA 18/06/19
Afinal, o que é cooperativismo? 17/06/19
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Por que e como aderir ao Programa CQH
7Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
8Manual de Gestão Hospitalar do CQH
9Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
10Manual de Gestão - Organização, Processos e Práticas de Liderança